Brasil terá primeira indústria de combustível feito com algas marinhas

Mariana Ferreira Gonçalves 10 de julho de 2012 2

Usina em Pernambuco vai produzir e vender biodiesel e bioetanol de algas. O estado do Nordeste, deve receber a partir do último trimestre de 2013 a primeira planta industrial de biocombustível produzido com algas marinhas, que promete contribuir na redução do envio de CO2 à atmosfera.

O projeto, uma parceria entre o grupo brasileiro JB, produtor de etanol no Nordeste, e a empresa See Algae Technology , da Áustria, contará com investimento e quase 20 milhões de reais  para montar uma fazenda vertical de algas geneticamente modificadas e que vão crescer com a ajuda do sol e de emissões de dióxido de carbono (CO2). O local escolhido pelo grupo fica em Santo Antônio do Antão, há 53 km do Recife.

Segunda a empresa, é a primeira vez no mundo que este tipo de combustível será fabricado e comercializado. Atualmente, a tecnologia só é desenvolvida para fins científicos. No caso da usina pernambucana, o biocombustível será produzido com a ajuda do carbono proveniente da produção de etanol, evitando que o gás poluente seja liberado na atmosfera e reduzindo os efeitos da mudança climática. De acordo com Rafael Bianchini, diretor da SAT no Brasil, a unidade terá capacidade de produzir 1,2 milhão de litros de biodiesel ou 2,2, milhões de litros de etanol ao ano a partir de um hectare de algas plantadas.

O produto resultante poderá substituir, por exemplo, o biodiesel de soja, dendê, palma ou outros itens que podem ser utilizados na indústria alimentícia aplicado no diesel — atualmente 5% do combustível é biodiesel. O biocombustível de algas ainda precisa ser aprovado e validado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

 

 

About the author

Mariana Ferreira Gonçalves Redatora. Para visualizar meu curriculum, clique aqui.

2 Comentários »

  1. Sylvia 10 de julho de 2012 às 9:13 - Reply

    Exemplo de com a criatividade é um fator essencial para virar o jogo nas questões ambientais.

  2. Andre 10 de julho de 2012 às 9:15 - Reply

    Muito bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *