Brasília constrói estádio mais sustentável do mundo

Mariana Ferreira Gonçalves 25 de junho de 2012 2

A capital Brasília, que é uma forte candidata a receber a abertura da Copa 2014, está construindo a arena de futebol mais sustentável do mundo. O estádio Mané Garrincha  terá capacidade projetada para 70 mil pessoas e  pleiteia a certificação Leed Platinum, selo máximo da construção ecologicamente correta fornecido com parcimônia pelo instituto americano U.S. Green Building Council.  Para conseguir o certificado, a obra tem de atingir no mínimo 80 pontos de um total de 100. São avaliados o consumo de energia, o reaproveitamento de água, o uso de materiais certificados ou reciclados na construção e no mobiliário, a localização do empreendimento e a baixa produção de resíduos, entre outros itens.

Outros oito estádios brasileiros almejam a certificação básica do Leed e para isso precisarão cumprir mínimos 50 pontos – o selo é condição para receber financiamento do BNDES, que possui uma linha de créditos especial para ecoarenas. Seguir com rigor os padrões tem seu preço: a construção fica até 5% mais cara. Mas por conta do reaproveitamento de água e consumo de energia mais baixo, os custos de operação são reduzidos. De acordo com a construtora responsável pelo projeto, a economia de operação do novo Mané Garrincha poderá chegar aos sete milhões de reais por ano.

Acesso fácil ao estádio foi incluído no projeto

Com o aeroporto a 15 minutos do estádio, o projeto prevê um sistema de transporte interligado e eficiente. O plano é utilizar uma linha com ônibus ecológicos, de combustível híbrido e um programa público de aluguel de bicicletas, com a criação de 600km de ciclovias. Ou ainda fazer a pé o caminho entre o estádio e o hotel, já que a rede hoteleira se concentrará em um raio máximo de 3km do centro esportivo. A acessibilidade também foi planejada:  além de elevadores, rampas facilitarão o acesso de pessoas com deficiência ou cadeirantes a vários níveis da arena.

Projeto irá utilizar linha especial de crédito

A construção do estádio sustentável em Brasília será possível  através dos investimentos de 20 milhões de dólares da FIFA para tornar a Copa de 2014 o primeiro mundial de futebol sustentável. Outras estratégias  que deverão ser divulgadas em breve são um investimento maior em coleta seletiva e o uso de energia renovável. Outras medidas para atingir este objetivo, que é obrigatório para se ter acesso a esta linha de crédito, deverão ser anunciadas nos próximos meses.

About the author

Mariana Ferreira Gonçalves Redatora. Para visualizar meu curriculum, clique aqui.

2 Comentários »

  1. Julia 25 de junho de 2012 às 14:05 - Reply

    Boa iniciativa da FIFA! Devemos valorizar esta tendência para que se torne praxe construir focando na sustentabilidade

  2. sylvia maura 28 de junho de 2012 às 12:51 - Reply

    Grande iniciativa !
    Infelizmente a primeira coisa que vem na nossa cabeça atualmente é :Quanto vai custar!!!!!
    É isso aí : mantenham-nos sempre informados!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *