Conheça as 5 construções mais sustentáveis do mundo

Mariana Ferreira Gonçalves 6 de agosto de 2012 2

Arquitetura sempre foi sinônimo de arte, de unir o belo ao funcional .Agora, que tal aliar tudo isso à questão da sustentabilidade? Esta é a proposta destes 5 projetos incríveis ao redor do mundo. A criatividade dos arquitetos se faz presente, seja nos materiais utilizados ou na maneira de repensar construções que causem cada vez menos impacto ao meio ambiente.

 

  1. Que tal estudar em uma escola coberta por um surpreendente jardim verde? Na Escola de Artes, Design e Mídia da Universidade de Singapura, o teto do prédio de 5 andares é todo coberto por vegetação, proporcionando um belo contraste entre paisagismo e concreto. Mas esta construção não é verde apenas por conta disso: a fachada toda em vidro reduz drasticamente o uso de energia e proporciona aos alunos o contato com o jardim e o sistema para irrigar as plantas é todo feito com água da chuva armazenada. A escola também conta com coleta seletiva e incentiva medidas como o uso de bicicletas e transporte público, além de organizar grupos de carona.

 

2. Já um templo na Tailândia resolveu inovar no uso do material principal utilizado em sua construção. O prédio que abriga o Wat Pa Macha Chedio Kaew foi revestido com um milhão e meio de garrafas pet, que recobrem todas as áreas do local. A idéia começou em 1984, quando os monges decidiram utilizar as garrafas para decorar a área em que viviam. O resultado exótico atraiu a atenção dos fiéis e visitantes, que começaram a doar mais garrafas pet para o templo. Além de bem integradas esteticamente com a construção, as garrafas pet também são um material resistente quando combinadas ao concreto, de fácil manutenção e que permitem a entrada abundante de luz solar.

3. O Brasil também tem um representante nesta lista. Concebida para abrigar a Copa do Mundo de 2014, a Arena Cuiabá está entre as construções mais sustentáveis do mundo. O projeto conta com cobertura de isolamento térmico e áreas laterais abertas que ventilam bem o estádio e evitam o uso excessivo do ar condicionado. Outra medida implatada é um sistema de coleta de água de chuva, que será utilizada para irrigar o gramado e também nos banheiros e ar-condicionado da arena. Combinados, estes sistemas irão reduzir o uso de água e energia.

4. Um dos projetos mais criativos desta lista fica em Londres. Lá, localizado em cima de um armazém na vizinhança de Shoreditch, vagões de metrô que seriam descartados se transformaram em pequenos- e baratos- estúdios para artistas. Por cerca de cinqüenta reais por semana, é possível alugar um dos vagões de  4 metrôs disponíveis no local. Além de utilizar um material que seria descartado, o  Village Underground também conta com coleta seletiva e sistemas para reduzir o uso de energia. A idéia dos idealizadores agora é expandir este conceito para Berlim, Lisboa e Toronto.

 

 5. E as pirâmides egípcias foram a inspiração para o quinto colocado nesta lista.  A idéia aliada ao gigantismo das construções de Dubai deu origem à um condomínio batizado de Ziggutat. O projeto vai ocupar uma área de mais de 2 quilômetros quadrados e tem como objetivo a emissão zero de carbono, tendo a capacidade de funcionar apenas com o uso da energia eólica, vapor e outros recursos renováveis. De acordo com o International Institute for Urban Environment, as tecnologias utilizadas por este conjunto ( que incluí casas e escritórios) que deve abrigar até 1 milhão de pessoas também vai contar com um sistema de transportes sobre trilhos horizontais e verticais e também com jardins urbanos onde serão cultivadas hortas públicas.

 

 

 

 

About the author

Mariana Ferreira Gonçalves Redatora. Para visualizar meu curriculum, clique aqui.

2 Comentários »

  1. Andre 6 de agosto de 2012 às 20:24 - Reply

    Wauuu, that’s amazing!!!!

  2. sylvia maura 16 de agosto de 2012 às 12:35 - Reply

    Arquitetos do mundo: mãos na massa!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *